Buscar
  • Renato Silva

Entre na sua zona de conforto

A frase “zona de conforto” tem conotações negativas. É geralmente entendida como um lugar metafórico onde uma pessoa se apega a rotinas familiares e evita enfrentar os novos desafios que estimulam o crescimento. Nunca se aconselha a permanecer na zona de conforto. O conselho é sempre sair dela.

Não vou negar que a melhoria em qualquer área da vida - esportes, negócios, relacionamentos, etc - é impossível sem desconforto. Como disse Friedrich Nietzsche: “O que não nos mata nos torna mais fortes”. Mas acredito que o próprio conforto também desempenha um papel valioso na busca de melhorias. Afinal, para sair da sua zona de conforto, você deve primeiro ter uma para sair! Nos esportes, por exemplo, esta zona é um conjunto de rotinas desenvolvidas ao longo do tempo que funcionam bem para um atleta. O atleta tira proveito dessas rotinas precisamente porque sua eficácia é bem comprovada. Sem esses hábitos familiares, o atleta não tem base para superar o desconforto e atingir novos níveis de realização.


Todos os grandes atletas sabem o valor da rotina previsível. A grande maratonista americana Joan Benoit Samuelson disse certa vez: “Para se tornar uma campeã, você precisa se sentir confortável quando e onde está treinando”. Ao longo da sua brilhante carreira, que incluiu uma vitória na Maratona Olímpica de 1984, Samuelson treinou sozinha em seu estado natal, Maine. Seu patrocinador, a Nike, tentou persuadi-la a se mudar para Oregon para treinar com outros corredores de elite, mas ela recusou. Embora em teoria fizesse sentido para ela aproveitar os recursos, os treinadores e o ambiente da equipe da Nike, Samuelson gostava de onde ela estava e acreditava no que estava fazendo. Então ela ficou em sua zona de conforto e os resultados dessa escolha falam por si mesmos.


Claro, Samuelson também sabia como sair de sua zona de conforto. Ela treinou extremamente duro e continuamente se desafiou para alcançar objetivos cada vez maiores. Mas esses desafios desconfortáveis ​​sempre ocorreram no contexto de um ambiente favorecido e de um sistema de treinamento personalizado desenvolvido ao longo de muitos anos - uma zona de conforto.

Todo atleta sabe que o sucesso vem com muito trabalho. Mas há muitas maneiras diferentes de trabalhar duro e nenhuma é a certa para todos os atletas. Não menos importante para o sucesso é descobrir a melhor maneira de trabalhar duro. Atletas não são robôs; eles são seres humanos. Para se tornar o melhor atleta que você pode ser, deve se considerar tudo o que o afeta como pessoa. Se é mais feliz em sua rotina de vida, do que em uma outra rotina apenas pela cia e grupos, provavelmente vai trabalhar de forma mais consistente na sua logística. Assim, a possibilidade de melhorar será maior pois permanecerá mais tempo nela.


O que é verdade nos esportes é verdade no resto da vida. Cultivei uma forma única de trabalhar e treinar, bem peculiar, que me convém. Sem essa zona de conforto, eu não teria confiança para me desafiar a fazer coisas como atleta que nunca fiz.

Reserve algum tempo para pensar sobre os elementos de sua zona de conforto como atleta, empresário ou qualquer outra coisa. Está faltando alguma coisa? Não tenha medo de fazer cada vez mais do seu jeito.



42 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo